O dinheiro é algo que direciona a vida, seja para pagar as contas no final do mês, ou para aproveitar pequenos luxos. As metas pessoais estão aí, e saber controlar os gastos é fundamental para organizar a situação financeira de uma forma que o seu salário dê conta de pagar as despesas e ainda ter uma reserva para gastar consigo.

Quer saber como controlar bem o seu dinheiro para ter mais segurança no dia a dia? Neste post, trazemos quatro dicas que vão ajudá-lo a ter uma vida financeira organizada. Confira!

Trace uma meta financeira

Ter um objetivo a ser alcançado implica na necessidade de um planejamento claro e realista do que precisa ser feito, ou seja, de qual trajeto você deverá seguir para alcançá-lo. Por isso, a primeira atitude para controlar os gastos é traçar uma meta financeira.

Mesmo que a sua situação atual esteja comprometida, definir uma meta é fundamental para saber onde quer chegar e o que precisa ser feito para tal. Nesse momento, priorize o que é mais importante para você, por exemplo: economizar uma determinada quantia até o final do ano, quitar as dívidas do cartão de crédito ao e até economizar um valor fixo por mês para comprar a casa própria.

Lembre-se de que entender porque você está economizando é a principal motivação para continuar no trajeto e não cair em tentações, potencializando o seu planejamento.

Anote os gastos diários

Que tal começar a sua organização colocando no papel os gastos do próximo mês? Assim, você consegue observar quanto deverá gastar em cada categoria e priorizar as despesas essenciais, como, aluguel, supermercado, condomínio e contas a pagar; e outros gastos relacionados ao seu estilo de vida, como lazer, cuidados especiais e restaurantes.

A dica aqui é registrar tudo, desde as contas maiores e importantes até as mais simples, como pequenos lanches e passagens de ônibus — já que essas pequenas despesas fazem a diferença no final do mês.

Uma boa maneira de anotar os gastos é ter uma planilha financeira. Você pode optar por modelos prontos disponibilizados na internet e no Excel ou fazer uma de acordo com o seu estilo de vida. O importante é ter um local organizado e de fácil acesso para um controle mais certeiro.

Corte os gastos inúteis

Agora que você já tem em mente o seu objetivo, o ideal é priorizar os gastos básicos e fixos e cortar as despesas desnecessárias. Com o registro dos gastos diários e mensais, você consegue identificar para onde seu dinheiro está indo e o que pode economizar.

Contudo, isso não significa que todo e qualquer lazer deve ser dispensado da sua vida. Uma boa maneira de você fazer cortes saudáveis é categorizar as suas despesas de acordo com a importância que elas têm. Com isso, você economiza dinheiro sem deixar de fazer o que gosta.

Existem atitudes simples e práticas que não necessitam de uma grande mudança de vida para resultar em mais dinheiro na conta. Por exemplo, você sabia que utilizar lâmpadas econômicas e tomar banhos mais rápidos reduz a conta elétrica? São pequenas atitudes que modificam a situação financeira.

Saiba usar o cartão de crédito

É muito comum parcelar as compras quando não se tem o dinheiro para realizar o pagamento à vista. Mas é importantíssimo saber usar o cartão de crédito para não se afundar em dívidas e prejudicar o seu planejamento financeiro.

Para que isso não aconteça, lembre-se da terceira dica: cortar os gastos inúteis. Reflita se o item que está sendo comprado é realmente essencial, isso é, se precisa ser adquirido agora. Assim, você limita as compras parceladas, evitando que as faturas virem uma bola de neve ao final do mês.

Você percebe que saber controlar os gastos é mais fácil do que parece? Com uma simples mudança de hábito, é possível anotar os gastos diários e traçar uma meta a ser alcançada para economizar e aproveitar uma vida saudável e segura.

E aí, gostou do post? Uma das suas metas financeiras é conquistar a casa própria? Então, não deixe de ler o artigo que escrevemos sobre o programa Minha Casa Minha Vida!

Escreva um comentário