É natural que as pessoas tenham algum tipo de insegurança ao comprar alguma coisa. Por isso, buscam informações e recomendações junto aos amigos e pessoas de confiança. Atitudes como essa também devem ser tomadas no momento de investir no mercado imobiliário. Portanto, é necessário falar sobre cuidados na compra de imóvel.

Devido ao alto valor do investimento, o comprador precisa ter suas decisões alicerçadas em fatos e análises concretas, mas como fazê-las? Para ajudá-lo a entender mais sobre esse assunto, escrevemos este artigo com os 3 cuidados que você deve ter na hora de comprar um imóvel. Boa leitura!

1. Analise os documentos

Como sabemos, toda propriedade possui um histórico de documentos que atestam a sua situação jurídica e financeira. Assim, um dos primeiros cuidados na compra de imóvel é fazer uma análise completa dessa papelada.

Trata-se de uma verificação complexa e que exige experiência. Portanto, é muito difícil que uma pessoa comum consiga realizá-la sem o apoio de um profissional da área, pois isso obriga o comprador a confiar cegamente na palavra do vendedor.

Sem essa análise, você vai ter muitas dores de cabeça, afinal vários problemas podem estar atrelados à propriedade, como: o imóvel comercializado pode fazer parte de um inventário, ter sido dado como garantia de um empréstimo ou o vendedor pode nem ser o seu proprietário legal.

Nesse sentido, devido à quantidade de riscos que a falta dessa avaliação pode ocasionar, é recomendado a compra de casas ou apartamentos com a ajuda de uma imobiliária.

2. Verifique o estado do imóvel

É comum que se faça alguma obra de melhoria no imóvel antes de vendê-lo. Na maior parte dos casos, tratam-se de reformas emergenciais ou obras relacionadas à aparência, como pintura na fachada, por exemplo.

Contudo, o comprador não deve se deixar levar apenas pelo aspecto visual do imóvel. Problemas hidráulicos e elétricos podem passar despercebidos, revelando-se apenas depois de fechado o negócio.

Por isso, questione o proprietário sobre as reformas que ele já realizou no imóvel. Além disso, atente-se aos sinais, como manchas nas paredes e bolores, pois são indicadores de umidade, comuns em cômodos que sofrem com infiltrações e vazamentos.

Portas, janelas e pisos também devem avaliados com cautela. Caso identifique a necessidade de uma reforma, aproveite a oportunidade para negociar um desconto com o vendedor.

3. Pesquise o preço de mercado

Nem sempre o vendedor sabe como precificar o seu imóvel. Em alguns casos, uma pessoa investe muito dinheiro em uma casa com uma localização ruim. Assim, na hora de vender, o proprietário impõe um preço alto, que faz justiça ao que ele investiu, mas não ao valor do metro quadrado da região, por exemplo.

Pensando nisso, cabe ao comprador pesquisar os imóveis semelhantes no mesmo bairro para conseguir entender o valor real das propriedades da região. Lembre-se que uma pessoa que tem pressa em vender pode aceitar um valor abaixo do comum no bairro — abrindo uma possibilidade de fazer um bom negócio.

É importante esclarecer que todo esse estudo já é realizado pelas imobiliárias, sendo algo comum do dia a dia dos corretores de imóveis. Portanto, se você deseja poupar tempo e ganhar agilidade na sua compra, o mais indicado é procurar uma imobiliária.

Agora que você entendeu mais sobre cuidados na compra de imóvel, é importante colocar essas dicas em prática desde o começo de sua negociação. 

Se você gostou deste artigo, curta nossa página no Facebook para não perder nossas próximas dicas sobre o mercado imobiliário.

Escreva um comentário